sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Olá , hoje venho com a sugestão de mais dois filmes que minhas amigas Carol, do blog http://fgdpedagogia.blogspot.com/ e Bruna, do blog http://aprendererefletir.blogspot.com/
comentaram comigo na última semana.

O Triunfo - A História de Ron Clark


Título original: (The Ron Clark Story)
Lançamento: 2006 (Canadá, EUA)
Direção: Randa Haines
Atores: Matthew Perry, Hannah Hodson, Melissa De Sousa, Micah Williams.
Duração: 91 min
Gênero: Drama

Sinopse
Snowden, escola de 1º grau, Aurora, Carolina do Norte, 1994. Ron Clark (Matthew Perry) é um professor temporário, que experimenta um misto de nervosismo e ansiedade ao aguardar o momento de começar no emprego. Mas, antes mesmo de iniciar, demonstra uma rara sensibilidade ao saber se aproximar de um garoto que tinha sido colocado em um castigo humilhante por outro professor. Após 4 anos, os métodos de Clark se mostraram mais do que eficientes, pois classificou sua classe em 1º lugar do município pelo 4º ano seguido. Como uma singela forma de reconhecimento, para se sentir mais permanente, lhe deram uma vaga no estacionamento, inclusive com seu nome gravado. Porém ele quer algo mais da vida e, assim, fala para seus pais que deixará o lugar, antes que usem a vaga como seu túmulo. Sonhando grande, ele vai a Nova York, mesmo sabendo que lá encontrará desafios bem maiores. Ele pretende ser professor no Harlem, apesar de dizerem que tem a "cor errada". Ron tenta inutilmente encontrar emprego como professor e, para ter alguma renda, consegue um emprego de garçom. Ao passar na porta da Inner Harlem, uma escola de 1º grau, vê um professor se atracando com um aluno. Este fato faz com que o professor peça demissão e Clark consiga o emprego. Mas, para a surpresa do diretor, Ron quer ser professor da pior turma do colégio. Ninguém sabia, mas ele estava rescrevendo não apenas a sua história, mas também a de várias outras pessoas.

http://www.adorocinema.com/filmes/historia-de-ron-clark/

Assistir online em: http://assistirfilmesnanet.com/drama/o-triunfo-%E2%80%93-legendado


Entre os Muros da Escola


Título original: (Entre les Murs)
Lançamento: 2007 (França)
Direção: Laurent Cantet
Atores: François Bégaudeau, Nassim Amrabt, Laura Baquela, Cherif Bounaïdja Rachedi.
Duração: 128 min
Gênero: Drama

Sinopse
François Marin (François Bégaudeau) trabalha como professor de língua francesa em uma escola de ensino médio, localizada na periferia de Paris. Ele e seus colegas de ensino buscam apoio mútuo na difícil tarefa de fazer com que os alunos aprendam algo ao longo do ano letivo. François busca estimular seus alunos, mas o descaso e a falta de educação são grandes complicadores.

http://www.adorocinema.com/filmes/entre-os-muros-da-escola/

Assistir online em: http://www.redefilmesonline.net/2010/12/entre-os-muros-da-escola-legendado.html

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Um exemplo a ser seguido... Escritores da Liberdade



“Quantas vezes algumas pessoas são descartadas por demonstrarem pouca habilidade com alguma área da inteligência. Triste postura arrogante que tem a pretensão de diminuir o outro. Há espaço para todos. E há virtude em compreender as diferenças sem preconceito”.

ROSSI, Marcelo. Ágape. 2 ed. São Paulo: Globo, 2011. 82 p.

O trecho acima descreve, em poucas linhas, o filme Escritores da Liberdade, que nos faz refletir sobre a discriminação, o preconceito e a virtude, que algumas pessoas têm e que outras precisam incorporar em seu cotidiano, em compreender e ajudar o outro sem julgar.

Esse filme, conta historia de jovens agressivos no comportamento, pois eram frutos do ambiente, vivenciando uma realidade imposta a eles desde crianças, que é a violência. Também retrata a luta pelos direitos de igualdade, abordando a questão da integração desses jovens, em uma escola de alto nível, burocrática e conservadora, onde o  respeito era associado ao padrão, ou seja, aquele que se encaixava nos padrões impostos pela sociedade era respeitado, sendo os demais desrespeitados e sofrendo ações preconceituosas constantemente. Era evidente a distinção feita entre a classe dos os jovens do programa de integração com a classe dos outros alunos. Exaltava-se os demais alunos, proporcionado todo o material didático novo e de qualidade, além de conceder auxilio para melhor aprendizagem, e para a classe do programa de integração ficava somente o que era velho e desgastado, negando-lhes apoio para a obtenção de conhecimento. Isso ocorria, porque alguém os descriminava, os julgava incapazes de aprender, e fazia com que eles acreditassem que não mereciam estar ali, e que a escola não serviria para mudar e melhorar suas vidas no futuro. Essa atitude teve como reflexo o comportamento negativo desses alunos com o corpo docente.

Desta maneira, a escola foi se distanciando de um padrão de excelência e culpa a chegada dos jovens rotulados como classe 203 por esse resultado.
A verdade é que o despreparo dos professores para o recebimento de alunos carentes de atenção e com dificuldades em sua vida pessoal foi o que proporcionou para que a escola deixasse de ser intitulada como de alto nível, sofrendo a todo instante por não compreender a realidade atual em que se encontrava.

Com a chegada de uma nova professora, os alunos mantinham a mesma postura, eles a ignoravam, pois eram assim que eram tratados. Erin Gruwell se espantou com essa recepção dos mesmos e do corpo docente com sua turma e conseguiu, mesmo com a administração escolar sendo contra, ajuda financeira e apoio, através de sacrifícios pessoais, para que sua turma tivesse mais acesso ao conhecimento de qualidade.

Buscando mostrar que o cotidiano violento e o preconceito não era exclusividade dos alunos da classe 203, e apresentando experiências de outras pessoas que superaram essa vivência agressiva, a professora G, chamada carinhosamente por eles, com comparações, foi aguçando a curiosidade desses alunos, de modo que eles começaram a se interessar pelo conhecimento aplicado em sala de aula. Com isso, ela propôs aos seus alunos, uma forma de se expressarem, sem serem agressivos. Deu a eles a oportunidade de praticarem a escrita e a leitura de uma maneira diferente, através de um diário, no qual as angustias, conflitos e aflições iriam ser escritos, desta forma poderiam deixar que ela participasse mais ativamente de suas vidas sem desrespeitá-los, caberia a eles decidir se ela poderia ler ou não seus diários.

A resposta ao estimulo foi positiva, eles permitiram a leitura e logo, a aproximação da professora. Tudo isso se deve ao fato de Erin Gruwell ter acreditado nos seus alunos, confiando neles, algo que ninguém havia feito até então, com isso fez com que a classe 203 refletisse sobre a vida, sobre suas ações pessoais. Assim, os alunos se sentiram a vontade no ambiente escolar porque não era algo mais algo imposto e sim prazeroso.

A professora G, fez com que seus alunos deixassem de sentir que eram esquecidos e desprezados e passaram a acreditar em seu potencial, em suas capacidades e principalmente começaram a ter perspectivas de vida através de uma pessoa que simplesmente soube ajudar sem criticar, sem julgar.

Acredito que a função social da escola é preparar o aluno para vida, mostrar que ninguém pode subestimar ninguém, que ninguém pode te dizer que você não é capaz. A escola implicitamente diz que você é o único responsável pelo seu sucesso ou fracasso, tudo só depende de você e não dos outros. E eu tenho essa vontade de ajudar nessa preparação do aluno para vida, de sempre estar dando assistência sem medir esforços, isso se resume em amor ao próximo



MEC indica

Hoje, estou disponibilizando mais um relatório de filmes, que a Professora Sandra gentilmente me forneceu.
Esse conteúdo foi retirado do Catálogo de Resenhas de Filmes do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores, disponibilizado pelo MEC.
Vou publicar as resenhas com modificações, seja com trailers ou sites em que o filme esteja disponível online.

A MAÇÃ
O filme narra a história de duas irmãs gêmeas que ficaram aprisionadas em casa por onze dos seus treze anos de vida. Vítimas da obediência extrema a um preceito do Alcorão que reza que "meninas são como flores que, expostas ao sol, murchariam", foram libertadas após uma denúncia feita pelos vizinhos e publicada nos jornais. Samira Makhmalbaf, uma menina de 18 anos, decide filmar o processo de libertação e adaptação das irmãs à vida social. Este processo é marcado por muitos desafios e descobertas do mundo externo como andar nas ruas, ir à feira, conviver com outras crianças, tudo balizado por um novo prazer de viver. As cenas são fortes e comoventes, revelando a descoberta da liberdade e da vida. Vale a pena!



FICHA TÉCNICA
Características: filme iraniano, colorido, legendado, com 86 minutos, produzido em 1998
Direção: Samira Makhmalbaf
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Cult Filmes


A FORTUNA DE NED
Um bilhete de loteria é sorteado numa pequena comunidade do litoral da Irlanda. Todos sabem que alguém ali é um novo milionário, mas ninguém se apresenta para receber o prêmio. Mas, para o azar (ou sorte) de todos, Ned, o dono do bilhete, morre ao saber que era o ganhador. Um de seus amigos, então, decide se passar por ele, mas para isso tem de enganar o agente da loteria com a conivência e a cumplicidade de todos os habitantes da vila. Inicialmente interesseiros e ambiciosos, os personagens dessa bem montada trama vão se tornando amigos, solidários e até mesmo generosos. Um filme divertido, com situações hilariantes, que, ao mesmo tempo, nos faz pensar em alguns valores fundamentais.
FICHA TÉCNICA
Características: filme inglês, colorido, legendado, 91 minutos, produzido em 1998
Direção: Kirk Jones
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Abril Vídeo/Fox


A FORTUNA DE COOKIE
Numa pequena cidade do interior dos Estados Unidos, Cookie, uma simpática velhinha,
sofre de saudade do seu falecido marido. Passa o tempo relembrando histórias com o amigo Willy, uma espécie de faz-tudo que mora nos fundos de sua casa. Mas a cada dia que passa, mais triste ela fica, até que um dia decide dar um fim à sua vida.A confusão começa quando Camile e Cora, suas sobrinhas, a encontram. Camile, uma pessoa mesquinha e egoísta, convence Cora, que por sua vez é meio desmiolada, a simular que a morte da tia foi assassinato. Antes de chamar a polícia, então, arrombam porta, quebram janelas, desarrumam gavetas, de tal forma que parecesse que um ladrão havia entrado na casa. Mas o que elas não imaginavam é que as suspeitas pudessem recair sobre alguém conhecido… Ao longo de uma história bem contada, valores como a solidariedade, a amizade e a lealdade são tratados com sutileza e bom humor. É um filme para rir e se emocionar. Com Glenn Close, Liv Tyler, Julianne Moore, Chris O’Donnel.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 118 minutos, produzido em 1999
Direção: Robert Altman
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Top Tape

A EXCÊNTRICA FAMÍLIA DE ANTÔNIA
Antônia, uma mulher forte e generosa, volta ao vilarejo em que nasceu. Chega acompanhada desua filha Danielle, para enterrar a geniosa mãe. Após vinte anos, encontra tudo como era antes de partir: a comunidade segue semana após semana freqüentando a igreja para ouvir o sermão de um padre preconceituoso; depois, os homens vão ao Café da Olga para beber. Danielle, uma sensível pintora, é apresentada a uma comunidade que aceita placidamente "os desígnios de Deus" e que se cala diante das injustiças e violências cometidas por seus habitantes. Nesse regresso ela revê, com alegria, Dedo Torto, o filósofo ateu; e se compadece dos dois amantes que nunca se encontram: a louca Madona, que uiva para a Lua e o protestante, que mora no andar de baixo. Antônia se instala na chamada Casa Rosa, e aí acolhe os que procuram por apoio e segurança, os que sofrem injustiças e abusos e os que não têm aonde ir: Dedo Torto, o ajudante de raciocínio lento; Dedee, a jovem que sofreu abusos em sua família e que se une a Boca Mole (pois nessa vida, diz Antônia, todos têm um par); Letta, a mulher que adora ter filhos; um padre que abandona a batina. E na Casa Rosa, com seu portão aberto, aceita a todos como são e, principalmente, a vida como ela é. Antônia desafia o tempo ao acompanhar três gerações de sua família, celebrando a vida e a morte num cenário encantador de uma província no interior da Holanda, e nos sensibiliza com sua mensagem de respeito ao próximo e à vida.
FICHA TÉCNICA
Características: filme holandês, colorido, legendado, 98 minutos, produzido em 1995
Direção: Marleen Gorris
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Grupo Mundial Filmes
Prêmios/indicações: Oscar de Melhor Roteiro em Chicago e Melhor Filme do Festival
de Toronto


A CASA DOS ESPÍRITOS 
O filme é baseado em romance de Isabel Allende. Conta a história de uma família no Chile ao longo de duas gerações, sob o pano de fundo dos acontecimentos políticos de seu tempo. Uma das personagens possui estranhos poderes e se casa com um fazendeiro rico e conservador. Sua filha se envolve com um jovem colono de esquerda e é presa e torturadasob o golpe militar de 1973.







FICHA TÉCNICA
Características: Alemanha/Dinamarca/Portugal, 150 minutos, produzido em 1993
Direção: Bille August
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Paris Vídeo

A FRATERNIDADE É VERMELHA
“A fraternidade é vermelha” é o último e talvez melhor filme da trilogia de KrzysztofKieslowski, que inclui “A liberdade é azul” e “A igualdade é branca”.A personagem principal, Valentine (Irene Jacob), além de modelo, é também estudante universitária, numa quebra de estereótipo, já que se trata do personagem-símbolo da inocência, da solidariedade e da profunda compreensão humana. Ao socorrer um cachorro que atropelou acidentalmente, a linda modelo trava conhecimento com um juiz aposentado ( Jean-Louis Trintignant), solitário e deprimido, que se ocupa de gravar conversas telefônicas dos vizinhos. Surge entre eles uma amizade, que é amor da parte dele. O juiz põe-se a criar oportunidades para que um jovem estudante de direito, com quem se identificava, encontre Valentine e se aproxime dela. A linguagem do filme é muito sutil, mas parece claro que se trata da busca de uma realização amorosa indireta e generosa, em que a iminência da morte é superada pela identificação com a geração seguinte.
FICHA TÉCNICA
Características: filme francês, colorido, legendado, produzido em 1994
Direção: Krzysztof Kieslowski
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: Look Filmes
Prêmios/indicações: Seleção oficial de Cannes de Melhor Filme e Oscar de Melhor
Filme, Roteiro e Fotografia


A GLÓRIA DE MEU PAI
Baseado na obra autobiográfica de Marcel Pagnol, o filme relata, com graça e delicadeza, as histórias da família Pagnol durante as férias de verão. Através do olhar do menino Marcel, somos conduzidos à bela região de Provença e compartilhamos as emoções desse período especial de sua vida. A alegria nas refeições familiares, o companheirismo nas aventuras dos garotos e, principalmente, a preocupação e a admiração dele pelo seu pai, quando este decide aprender a caçar. Um filme sensível, que trata de encantamento e descobertas.

FICHA TÉCNICA
Características: filme francês, colorido, legendado, 110 minutos, produzido em 1990
Direção: Yves Robert
Gênero: comédia dramática
Distribuição em vídeo: Look Filmes


A LIBERDADE É AZUL
Primeiro filme da trilogia do diretor polonês Kieslowski, seguido de “A igualdade é branca” e “A fraternidade é vermelha”. Em um acidente de automóvel, Julie ( Juliette Binoche) perde o marido, compositor famoso, e a filha. O filme narra as estranhas condutas que correspondem ao processo do seu luto, entre elas o desfazer-se de todos os bens materiais. Acaba por descobrir que seu marido, que a amava e por ela era amado, tinha uma amante, que estava grávida dele. Julie a procura, e o diálogo entre elas dá a chave do filme: "Patrice me disse que você era boa e generosa, que é assim que você quer ser". Julie dá de presente, ao futuro filho de seu marido, a luxuosa casa que estava à venda. O final do filme é o início do fim do luto, como um túnel atravessado de ponta a ponta.

FICHA TÉCNICA

Características: filme francês, colorido, legendado, 97 minutos, produzido em 1994
Direção: Krzysztof Kieslowski
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: Look Filmes
Prêmios/indicações: Vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme, Melhor Atriz ( Juliette
Binoche) e Melhor Fotografia, além de três indicações para o Globo de Ouro.

A RAINHA MARGOT


França, século XVI. O conflito entre católicos e protestantes é a grande tônica do filme, junto com o jogo de intrigas em busca do poder. Apoiado em fatos históricos, fornece um roteiro de prováveis intrigas amorosas e políticas da monarquia para legitimação do poder, que culminaram no triste episódio da Noite de São Bartolomeu – o massacre dos protestantes pelos católicos na França. A princesa Margot, mergulhada nas disputas de seus irmãos, vê-se obrigada pela mãe (a católica Catherine de Médicis) a casar com o protestante espanhol Henry de Navarre, na tentativa de pôr fim ao conflito; porém na festividade de seu casamento ocorre o massacre. Inicialmente alheia à disputa familiar, ela vai mudando de posicionamento, motivada pelo seu envolvimento amoroso, arriscando-se a proteger alguns dos sobreviventes do massacre, principalmente na busca do homem que ama. O filme fornece elementos para posterior discussão da intolerância de qualquer natureza como cruel estratégia de sustentação de poder e dominação; da necessidade de pensarmos nas composições e no respeito às diferenças étnicas, religiosas e culturais como premissas para sustentação de sociedades justas e pacíficas. Transpondo o enredo para a esfera escolar, temos elementos para pensar na vida de grupo, pautada no respeito e convívio com as diferenças de qualquer natureza. O filme tem um ritmo diferenciado, marcado pelo suspense, fruto das constantes traições amorosas e políticas que mantêm o espectador motivado no desenrolar da trama, mesmo adotando um caráter intimista característico do cinema europeu.
FICHA TÉCNICA
Características: França/Alemanha/Itália, 139 minutos, produzido em 1994
Direção: Patrice Chéreau
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Videolar Multimídia
Prêmios/indicações: César de Melhor Atriz para Isabelle Adjani, de Melhor Figurino, MelhorAtor e Atriz Coadjuvante, Melhor Direção e Fotografia; Cannes para Virna Lisi e prêmio do júri

A VIDA É BELA
São quase dois filmes em um só. A história começa em Arezzo, em 1939, com Guido, indivíduo encantador e divertido, tentando conquistar Dora, uma jovem rica. Garçom com o sonho de tornar-se livreiro, busca todas as formas de seduzir Dora, criando cenas hilariantes. Não há como não rir. Na segunda parte do filme, já casado com Dora e pai de Giosué, a família é levada para um campo de concentração e, pouco a pouco, a vontade de viver com simplicidade e alegria é dominada pela tragédia. A violência representa a nova ordem. Guido se dá conta do horror real do nazismo no cenário da câmara de gás, do trabalho compulsório, dos esqueletos amontoados. A tensão substitui o riso. Na tentativa de proteger o filho, Guido fabula e transforma as cenas de horror em peças de um jogo, como se fosse uma grande competição. O filme trata, de forma comovente e delicada, do amor paterno absoluto e incondicional. No entanto, nem o apelo ao amor devoto representa uma potência redentora no Holocausto. Não há salvação. A sensação é do inacreditável: pensar que o nazismo realmente aconteceu. É para pensar, lamentar e se comover.
FICHA TÉCNICA
Características: filme italiano, colorido, legendado, 116 minutos, produzido em 1997
Direção: Roberto Benigni
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Miramax
Prêmios/indicações: Oscar de Melhor Filme Estrangeiro
ADEUS, MENINOS
A história se passa em um colégio católico para meninos de famílias ricas do interior da França, durante a ocupação nazista, na Segunda Guerra Mundial, em 1944. É baseada na memória do diretor, que também fez o roteiro e produziu o filme. Narra o cotidiano da escola, a amizade entre os garotos e a tragédia que atinge a todos, quando os nazistas invadem o colégio à procura de judeus foragidos.






FICHA TÉCNICA
Características: França/Alemanha, 103 minutos, produzido em 1987
Direção: Louis Malle
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Globo Vídeo
Prêmios/indicações: Leão de Ouro no Festival de Veneza
ASAS DO DESEJO
O filme conta a história de anjos, invisíveis para os mortais, que sobrevoam Berlim, enxergam o mundo em preto e branco e andam entre as pessoas da cidade, ouvindo seus pensamentos e suas lamentações e tentando diminuir seus sofrimentos. Um dia, um deles se apaixona por uma trapezista e, para ficar com ela, torna-se humano. Win Wenders, o diretor, dirigiu também “Paris, Texas”, “Sob o céu de Lisboa” e “Buena Vista Social Club”.




FICHA TÉCNICA
Características: Alemanha /França, 130 minutos, produzido em 1987
Direção: Win Wenders
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Video Arte
Prêmios/indicações: Melhor Direção no Festival de Cannes e Melhor Filme na Mostra
Internacional de Cinema em São Paulo
BELEZA AMERICANA
Uma família de classe média americana convive com o fantasma do desemprego e da decadência profissional. O casal tem uma filha adolescente que, além de viver seus  próprios conflitos, participa daqueles enfrentados pelos pais. Na tentativa de manter o status social, a esposa é capaz de tudo... e vai se afastando cada vez mais do marido. Este, por sua vez, passa a ter comportamentos regressivos, próprios da adolescência, chegando a ter fantasias sexuais com a melhor amiga de sua filha e a ser considerado louco pela própria família. Tem um final inesperado. O filme é uma crítica à sociedade americana, desnudando seus reais valores, deixando transparecer a insatisfação que permeia os relacionamentos


FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 108 minutos, produzido em 1999
Direção: Sam Mendes
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Videolar
Prêmios/indicações: Vencedor de 4 Oscars – Melhor Fotografia, Roteiro Original,
Melhor Ator para Kevin Spacey e Melhor Filme
Assistir online em: http://v.filmeslinks4u.net/videos/5328/
BLADE RUNNER
Este é um filme clássico da ficção científica, considerado um marco do cinema na década de 80. É do mesmo diretor do filme “Gladiador”, lançado em 2000. A história acontece em Los Angeles, no século XXI. Um ex-policial é recrutado para capturar cinco andróides que seqüestram uma nave e voltam à Terra para encontrar seu criador. Os andróides (chamados mais apropriadamente de replicantes) foram projetados para viver apenas quatro anos, mas buscam ganhar mais tempo de vida.





FICHA TÉCNICA
Características: filme norte-americano, 125 minutos, produzido em 1982
Direção: Ridley Scott
Gênero: ficção científica
Distribuição em vídeo: Warner Home Vídeo
Assistir online em: http://v.filmeslinks4u.net/videos/4619
CABRA MARCADO PARA MORRER

Conta a história de um diretor que retoma, em 1981, o projeto de fazer um documentário, iniciado no Nordeste brasileiro em 1964 e interrompido na época em que estourou o golpe militar. O diretor procura as mesmas pessoas e volta aos mesmos lugares. Mostra o que aconteceu desde então e reúne todos outra vez, principalmente a família de um líder de uma liga camponesa, assassinado pelo regime militar. Eduardo Coutinho é um dos maiores documentaristas do cinema brasileiro. É autor também dos filmes: “O fio da memória” e “O santo forte”.

FICHA TÉCNICA

Características: filme brasileiro, 119 minutos, produzido em 1984
Direção: Eduardo Coutinho
Gênero: documentário
Distribuição em vídeo: Globo Vídeo
Prêmios/indicações: Vencedor do 1º- FestRio e de muitos prêmios internacionais.

CAMPO DOS SONHOS

Uma fazenda no meio do nada é o cenário perfeito para a relação com o inimaginável. Seguindo uma voz interior, um fazendeiro constrói um campo de beisebol. Criticado, com dívidas no banco e incompreendido pelos vizinhos fazendeiros, que não entendem qual é seu objetivo, ele permanece determinado a realizar algo que seria mais do que um simples jogo. O desfecho é surpreendente, um jogo que possibilita a retomada de muitas questões que ficaram pendentes no passado. Um filme imperdível.



FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 106 minutos, produzido em 1989
Direção: Phil Alden
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: LK-Tel Columbia
Assistir online em: http://v.filmeslinks4u.net/videos/1121/

CENTRAL DO BRASIL

Dora, personagem vivida por Fernanda Montenegro, escreve cartas para analfabetos na estação ferroviária Central do Brasil. Tendo o filho Josué ao lado – um menino de nove anos que sonha encontrar o pai que nunca conheceu –, Ana, uma das clientes de Dora, dita a ela uma carta. Embalada pela esperança do encontro, Ana é atropelada na saída da estação e Josué fica abandonado; não tem mais ninguém. Dora acolhe o menino a contragosto, mas a partir desse momento acompanhamos uma história de transformações. A mulher dura e amargurada, antes indiferente aos sentimentos revelados nas cartas e à esperança nelas depositada, surpreende a cada instante com atitudes solidárias e carinhosas. Os dois aventuram-se por diversos trajetos em busca do pai de Josué e, nessa trilha por afastados rincões do Brasil, o desprezo converte-se em confiança e a sensibilidade nasce para comover. “Central do Brasil” é a descoberta da redenção pelo afeto. Imperdível.

FICHA TÉCNICA

Características: filme brasileiro, colorido, 112 minutos, produzido em 1998
Direção: Walter Salles
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: VideoFilmes
Prêmios/indicações: Urso de Ouro de Melhor Filme; Urso de Prata para Melhor Atriz
para Fernanda Montenegro; indicado ao Oscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.
Assistir online em: http://v.filmeslinks4u.net/videos/2977/

CIDADE DOS ANJOS

“Cidade dos anjos” é um filme que envolve amor e espiritualidade, protagonizado por Nicolas Cage, de “A outra face” e “Olhos de serpente”, e Meg Ryan, de “A lente do amor”. Seth (Nicolas Cage) é um anjo que vive na Terra para ajudar os necessitados, enquanto Maggie (Meg Ryan) é uma cirurgiã muito competente e prática. Ela não acredita em nada que não possa ser explicado em bases racionais. Ao perder um paciente de forma inesperada, Maggie abala-se profundamente, sendo amparada por Seth, que tenta ajudá-la. Nesse momento, ela sente a presença de algo divino, uma força superior que não tem explicação lógica. O sofrimento de Maggie desperta em Seth um sentimento desconhecido. Arrebatado por esse sentimento poderoso e irresistível, Seth decide abrir mão de sua imortalidade, assumindo o ônus de seu livre-arbítrio, e Maggie abre seu coração aos mistérios da vida, entregando-se intensamente

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 117 minutos, produzido em 1998
Direção: Brad Silberling
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: Warner
Assistir online em: http://www.assistirfilmesonline.org/2010/06/cidade-dos-anjos-dublado.html

CINEMA PARADISO

Paradiso é o cinema de uma pequena cidade da Itália cujos filmes são rodados graças à persistência da única pessoa capaz de lidar com um projetor de filmes: Alfredo. As sessões, previamente censuradas pelo padre da cidade, apesar das cenas cortadas, envolvem a todos os habitantes, moços, velhos e crianças, de diferentes maneiras, à medida que o tempo passa e o próprio cinema se transforma. Para todos, a magia está nas cenas do filme, mas para Totó, garoto pobre, sem pai, o que o atrai é o trabalho de Alfredo às voltas com a máquina – um homem simples, analfabeto, mas que se dedica com paixão a seu ofício. Salvattore, ao saber da morte de Alfredo, relembra sua vida, quando era apenas Totó, esperto, observador, inquieto, que utiliza de todas as artimanhas possíveis a um menino para conseguir entrar na sala de projeção, até aprender todas as especificidades do ofício, se tornando o seu mais fiel amigo e colaborador. Essa amizade o acompanha em todo o seu crescimento e nas decisões que o transformam em um empresário cinematográfico bem-sucedido. A linguagem poética, terna e emotiva do filme, contando a história do cinema de uma cidade, presente na história dos protagonistas e dos demais habitantes, poderá contribuir para aguçar a nossa observação, seja em relação às várias linguagens que podemos dispor e utilizar, seja em relação à observação dos meninos, dos adolescentes, dos homens que, como Totó, estão atentos, são inquietos, se interessam e estão em busca daquilo que lhes encanta.

FICHA TÉCNICA

Características: filme italiano, 123 minutos, produzido em 1989
Direção: Giuseppe Tornatore
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: LK-Tel
Prêmios/indicações: Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

CLUBE DA FELICIDADE E DA SORTE

Uma jovem, cuja mãe morreu recentemente, recebe em sua casa, em São Francisco, Califórnia, numa festa de despedida, as melhores amigas de sua mãe, com suas filhas e familiares. Estão comemorando a ida dela para a China, onde irá encontrar as irmãs, que não conhece, e terá de lhes contar sobre o falecimento da mãe. Durante a festa, é narrada a história de sua mãe e as três amigas, todas imigrantes chinesas, que durante trinta anos se reuniram semanalmente para disputar mah-jong, um antigo jogo chinês. Nesse ritual, chamado por elas de Clube da Felicidade e da Sorte, compartilharam segredos, erros do passado, riram, brincaram e contaram suas melhores histórias. Toda semana se reuniam na esperança de buscar a sorte. Em flash-backs, mães e filhas contam suas histórias, suas relações, seus sofrimentos e suas lutas para ter o próprio valor reconhecido. Um filme delicado e sensível que fala da fragilidade da vida, dos relacionamentos humanos, do amor, das adversidades e, acima de tudo, da fé em si mesmo e da esperança.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 139 minutos, produzido em 1993
Direção: Wayne Wang
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Abril Vídeo

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE

Tita, filha mais nova de um casal de três filhas, ao nascer perde o pai e é rejeitada pela mãe, sendo criada pela cozinheira da casa, que desde cedo ensina à menina a arte da boa culinária. Segundo a tradição familiar da época, a filha mais nova de um casal fica impedida de se casar se o seu pai morre, pois deve cuidar da mãe. A tradição é seguida, mas Tita se apaixona por Pedro Muzquiz. No lugar dela oferecem ao rapaz a irmã. Proibidos de se amarem, apesar de viverem juntos, Tita encontra uma outra forma de compartilhar sua paixão por Pedro – a comida –, e transfere todos os sentimentos de sua vida – dor, amor, ódio – à culinária. O resultado é uma grande rivalidade entre a mãe, Elena, com suas tradições, e Tita e Pedro. O amor de Tita e Pedro, apesar de todos os empecilhos, é persistente. Em meio a muitas brigas, Tita quase enlouquece, trancando-se em um quarto e tecendo uma manta (esse episódio lembra muito o enredo do tradicional conto de fadas “Rapunzel”). Um médico a recupera e estabelece um relacionamento amoroso com ela, que se divide entre o amor impossível de Pedro e o amor seguro do médico. Com quem compartilhará o seu amor?

FICHA TÉCNICA

Características: filme mexicano, colorido, legendado, 144 minutos
Direção: Alfonso Arau
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: Top Tape
Prêmios/indicações: Ganhou mais de 10 prêmios internacionais, incluindo Melhor
Filme, Prêmio Arieles, Melhor Atriz, Festival de Tóquio, Melhor Roteiro, Festival
Internacional de Chicago

COMO O ELEFANTE GANHOU A TROMBA

Este filme faz parte do acervo de algumas Secretarias de Educação

Há muito tempo, os elefantes não tinham tromba, mas apenas um grande nariz, e os outros animais não os respeitavam muito. Na selva africana, entre tantos animais, vivia nessa época um elefantinho muito curioso e educado. Ele sempre queria saber o porquê das coisas e isso incomodava os outros animais, que nunca lhe explicavam nada; muito pelo contrário, sempre que, educadamente, fazia-lhes uma pergunta, recebia em troca uma patada. Um certo dia, ele desejou saber o que o crocodilo comia no jantar. Nenhum animal que ele encontrava lhe respondia. Até que em sua busca encontrou, num ninho cheio de espinhos, a "ave da sabedoria". A ave lhe disse que não daria a resposta, mas que se ele seguisse alguns dias e algumas noites em uma determinada direção encontraria um rio e lá estaria a resposta para a sua pergunta. O elefantinho seguiu o conselho da ave, sempre acompanhado de perto por uma serpente – no filme, um verdadeiro "anjo da guarda". Chegando ao rio, o elefante pergunta para um animal (o crocodilo) se ele sabia o que o crocodilo comia no jantar. O crocodilo, com lágrimas escorrendo pela cara, diz que sim, e pede para ele se aproximar que lhe responderá. Dá para imaginar o que acontece? Com muita sorte e com a ajuda da serpente o elefantinho consegue se livrar da boca do crocodilo, mas aí já era tarde. A partir daquele momento ele não tinha mais nariz, mas no lugar passou a ter uma grande tromba. O elefantinho ficou muito triste com sua transformação, mas eis que a serpente lhe mostra todas as vantagens de ter no lugar do nariz uma grande tromba. O filme é muito bonito, mostra que , quando buscamos conhecimento, nos transformamos, e que a transformação pode trazer muitas vantagens. Confira quais foram as vantagens do elefantinho e o que aconteceu na selva daquele momento em diante.

FICHA TÉCNICA

Características: desenho animado de uma fábula africana, colorido, em português, 15 minutos
Direção e produção: Encyclopaedia Britannica do Brasil
Gênero: desenho animado
Distribuição em vídeo: Barsa Vídeo

CONDUZINDO MISS DAISY

Em uma cidade do Sul dos EUA, nos anos 30, vive uma mulher idosa e independente. Professora aposentada, Miss Daisy ( Jessica Tandy) é a protagonista da história. Ela sempre dirigiu sozinha seu carro e sua casa, morava apenas com uma empregada, que mais do que empregada era também amiga. Por estar com problemas para dirigir, seu filho contrata um motorista, que passa a trabalhar com ela. Inicialmente ela não o aceita, pois não se conforma em não poder mais dirigir. Depois tornam-se muito amigos. A entrada do motorista na vida de Miss Daisy traz um novo desafio para vida de ambos. O motorista Hoke (Morgan Freeman) é analfabeto e, ao descobrir, Miss Daisy fica indignada e resolve ensiná-lo a ler e escrever. A relação de afeto e respeito entre os dois personagens vai criando uma amizade que irá durar 25 anos; a troca e a solidariedade entre os dois dará razão às suas vidas. Há duas situações particularmente significativas. Logo no início, o motorista aparece lendo jornal na cozinha; pouco depois, no cemitério, Miss Daisy solicita a ele que encontre a sepultura de um amigo, dizendo-lhe o nome da pessoa. O motorista, com grande dificuldade, aproxima-se dela e confessa que não sabe ler. Outra passagem interessante, que possibilita reflexão, ocorre quase no final da fita, quando Miss Daisy entrega ao motorista um livro, um presente de Natal, e diz que o prefeito da cidade havia sido seu aluno e aprendera a ler com esse livro.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 103 minutos, produzido em 1989
Direção: Bruce Beresford
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Paris Vídeo Filme
Prêmios/indicações: Jessica Tandy, vencedora do Oscar de Melhor Atriz, Melhor Filme,
Melhor Roteiro Adaptado e Maquiagem

CONRACK

Na pequena ilha de Amacraw, situada na Carolina do Sul (EUA), próximo da cidade de Beaufort, vive uma comunidade constituída por negros, praticamente isolada do mundo. A história acontece em março de 1969, com a chegada do novo professor à escola local. O professor Pat Conroy é recebido de modo pouco amistoso pela diretora, senhora Scott. As palavras iniciais dela traduzem uma visão conformista e ao mesmo tempo autoritária de uma negra que, compactuando com o regime racista oficial, quer somente garantir a sua posição conseguida a duras penas. Ela é uma personagem marcante que chama o professor pelo nome de "Patroy", o que causa um sentimento de ridículo e ao mesmo tempo absurdo perante as crianças. Logo na primeira aula o professor percebe a falta de repertório das crianças, não somente em relação ao conhecimento escolar como também com relação à vida em geral. Conrack (esse é o nome que as crianças adotam para o professor, pois não sabem pronunciar a última sílaba do nome irlandês!) apresenta esse problema para a diretora Scott, que responde de forma incisiva: "Crianças negras são lentas, elas só entendem o chicote e… querem o chicote!" A resposta de Conrack é emblemática de sua atitude libertária: "Acabou a escravidão e eu prefiro ir para o inferno a virar o feitor destas crianças”. Aos poucos, Conrack vai conquistando a confiança das crianças e também da comunidade, provando que é possível resgatar a auto-estima de pessoas que se vêem de forma tão negativa. A água realmente é ameaçadora ... Ninguém na comunidade pode enfrentá-la. Conrack muda as coisas, ensinando os alunos a nadar, e paga o preço por sua ousadia. Esse filme retrata um instante dramático de mudanças sociais nos EUA no final dos anos 60, com a Guerra do Vietnã e a luta pelos direitos civis das minorias negras.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, dublado, 94 minutos, produzido em 1972
Direção: Martin Rite
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Fox Filmes

CORAÇÃO DE CRISTAL

No século XIX, o mestre-vidraceiro de uma fábrica morre sem ensinar o segredo da fabricação do vidro vermelho. Os vidreiros e o dono da fábrica procuram desesperadamente descobrir a fórmula para a fabricação do vidro. Ao mesmo tempo, um pastor da aldeia anuncia o início de uma nova era de infortúnios para todos.




FICHA TÉCNICA

Características: filme alemão, 94 minutos, produzido em 1976
Direção: Werner Herzog
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: F.J. Lucas/Concorde

EM NOME DO PAI

Em 1974, o IRA (Exército Republicano Irlandês) mata cinco pessoas em um atentado a bomba em um bar inglês. Gerry Gordon e mais três amigos, todos irlandeses, são presos e forçados a confessar o crime. O pai de Gerry tenta ajudá-los e todos são condenados, inclusive outros membros da família, residentes em Londres. Da prisão, o pai de Gerry pede ajuda a uma advogada que começa a investigar todas as irregularidades que cercam o caso. Apesar da longa duração, nem sentimos o tempo do filme passar, pois ele é muito envolvente. Com um episódio ocorrido há mais de vinte anos, trata-se de uma história sempre atual que fala de intolerâncias mútuas, arbitrariedades e injustiças, além de revelar muitos dados históricos. É impossível não se comover diante dos desmandos das autoridades e ao mesmo tempo fica difícil tomar partido de qualquer um dos lados, pois o autoritarismo, o ódio religioso e o radicalismo acabam acontecendo em todas as instâncias. O diretor tem a preocupação principal em mostrar a dureza e a motivação de todos os envolvidos.

Curiosidades:

• O filme recebeu o Urso de Ouro no Festival de Berlim em 1994 e teve várias indicações parao Oscar.

• As canções originais do filme foram escritas por Bono Vox, integrante da banda irlandesa U2.

• Para interpretar Gerry, Daniel Day-Lewis emagreceu treze quilos e aprendeu o sotaque irlandês de Belfast freqüentando bares com o próprio Gerry.

• Na realidade, os quatros suspeitos foram julgados separadamente, e Gerry e seu pai não ficaram sequer na mesma prisã

FICHA TÉCNICA

Características: Irlanda/Grã-Bretanha/EUA, 132 minutos, produzido em 1993
Direção: Jim Sheridan
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: CIC Vídeo
Prêmios/indicações: Urso de Ouro no Festival de Berlim

EU TU ELES

Eu Tu Eles” é a fascinante trajetória de Darlene, uma bóia-fria do sertão nordestino, muito bem interpretada por Regina Casé. É uma história de amor diferente. Uma curiosa relação entre uma mulher que sofre, trabalha, se diverte, ama, vive e… seus três maridos, personagens de Lima Duarte, Stênio Garcia e Luiz Carlos Vasconcelos. De cada um deles, a sábia Darlene aproveita o que há de melhor, tentando ser feliz com as poucas possibilidades que a vida lhe ofereceu. O clima do filme, ora dramático, ora cômico, é complementado com uma excelente trilha sonora de Gilberto GIL.

FICHA TÉCNICA

Características: filme brasileiro, 100 minutos, produzido em 2000
Direção: Andrucha Waddington
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Conspiração Filmes
Prêmios/indicações: Concorrente ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

FELICIDADE

São várias histórias independentes que se cruzam, formando uma trama perturbadora. “Felicidade” traz à tona os bastidores da vida social americana, revelando os instintos mais perversos: pedofilia, canibalismo, assassinato. O filme não obedece às leis da moral, banaliza o ideal vencedor dos americanos e tenta provar que não há fórmula infalível para o estado de contentamento. É avassalador e abrasivo. A atenção permanece do início ao fim, provocando sensações diversas no espectador: angústia, riso, alívio, medo, tensão, desconforto, surpresa, tristeza. Todd Solondz, já comparado a Woody Allen, expõe a miséria humana com ousadia e humor negro. Sem perdão. Para pensar, conversar, analisar.


FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 134 minutos, produzido em 1998
Direção: Todd Solondz
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Columbia Tristar Pictures

IMENSIDÃO AZUL

A relação com o oceano é tratada nesse filme por meio de um contexto competitivo. De um lado, um mergulhador francês, que tem por meio da prática do mergulho uma relação de respeito à vida marinha, de superação dos limites de apnéia (bloqueio respiratório) como possibilidade de permanecer mais e mais tempo debaixo d’água, partilhando sensações e sentimentos com os golfinhos. Do outro lado da competição, um italiano em busca da fama que o recorde mundial tem o poder de trazer. O filme apresenta de forma poética o estado de ausência de pensamento e de desprendimento vividos no fundo do mar, fazendo do contexto competitivo apenas um mote para levantar a importância da superação dos desafios em busca de um ideal.

FICHA TÉCNICA

Características: filme francês, colorido, legendado, 115 minutos, produzido em 1988
Direção: Luc Besson
Gênero: aventura
Distribuição em vídeo: Abril Vídeo/Fox

JAMAICA ABAIXO DE ZERO
 


A história parece piada, mas aconteceu de verdade. São quatro atletas jamaicanos com um sonho impossível: participar das Olimpíadas de Inverno com trenó na neve. Eles contam com a ajuda de um ex-campeão, que, desconfiado a princípio, embarca no sonho. Os treinos acontecem na Jamaica, debaixo de um sol escaldante e criando situações hilariantes. Os atletas jamaicanos então deixam os trópicos e vão aos Jogos Olímpicos de Inverno de 1988, competir pela medalha de ouro. Contando com a garra e a coragem de cada um, acabam chamando a atenção do mundo inteiro para a corrida. Um filme sobre o espírito de equipe e a força de vontade. Uma comédia real, engraçada, para você se derreter de tanto rir.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 99 minutos, produzido em 1993
Direção: Jon Turteltaub
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Walt Disney Home Video

KAOS


Três histórias poéticas que se passam na Sicília. Na primeira, “O outro filho”, uma mulher rejeita o filho nascido de estupro. Na segunda, “Colóquio com a mãe”, o autor conversa com a mãe morta. Na terceira, “O mal da Lua”, uma mulher desentende-se com o marido, que acredita ser um lobisomem. Os irmãos Taviani, diretores do filme, dirigiram também importantes filmes como “Pai patrão”, “Noite de São Lourenço” e “Bom dia, Babilônia”.





FICHA TÉCNICA

Características: filme italiano, 104 minutos, produzidos em 1984
Direção: Paolo Taviani e Vittorio Taviani
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: F.J. Lucas/Concorde.

KOLYA, UMA LIÇÃO DE AMOR

Kolya, uma Lição de AmorA vida do violinista Louka é um verdadeiro inferno. Demitido de uma importante orquestra da Checoslováquia, ele ganha a vida tocando em funerais no cemitério da cidade. Seu sonho é comprar um carro e fazer uma bela viagem, mas não tem dinheiro algum. A sorte parece lhe sorrir quando decide casar com uma russa, apenas para que a mulher possa obter a cidadania checa. Louka recebe uma ótima quantia de dinheiro, sem nenhuma obrigação… a não ser cuidar do filho de sua nova mulher, que resolveu desaparecer de uma hora para outra, deixando a criança para trás. Kolya é um menino de cinco anos, carinhoso e cheio de vida. A criança só fala russo, e tudo leva a crer que a relação entre os dois será um inferno; porém, a vida do violinista é completamente transformada. No cotidiano, ambos revelam seus pequenos mundos, fazendo-nos perceber que não há barreiras de idade ou de cultura que impeçam uma grande amizade. O filme revela detalhes dos cuidados com a criança, entre eles, o momento em que o pequeno Kolya não consegue dormir e Louka recorre a uma antiga amiga professora, para que o leve às terras do faz-de-conta por telefone, contando histórias para o menino. Pensar nesse mundo de sonhos imaginários, em como as crianças adoram ouvir histórias todos os dias, nessa paixão meio universal pelas histórias da carochinha, com certeza são possibilidades que esse filme nos traz.

FICHA TÉCNICA

Características: Checoslováquia/França/ Inglaterra, 108 minutos, produzido em 1996
Direção: Jan Sverák
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Warner
Prêmios/indicações: Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

MUDANÇA DE HÁBITO

Uma cantora de cabaré, Deloris Van Contier (Whoopi Goldberg), perseguida por um bando de malfeitores, se esconde em um colégio religioso no qual estudou quando criança. A volta a esse lugar traz também a recordação do tempo de infância, quando havia sido aluna, e as dificuldades pelas quais passou. Ficam evidentes as atitudes de discriminação da professora e o sentimento de exclusão vivido por ela. Disfarçada de freira, começa a exercer uma função na instituição, e , como é cantora, a diretora do colégio resolve lhe dar uma missão impossível: transformar o coral da igreja em um bom coral. As cantoras são treinadas por ela, que com grande habilidade vai orientando o grupo e fazendo com que descubra o seu talento e também a necessidade de dedicação para alcançar seus desejos. Seu trabalho com o coral do colégio resgata a auto-estima dos participantes e muda o papel da instituição naquela localidade, que passa a ser valorizada e protegida pelos moradores.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 101 minutos, produzido em 1991
Direção: Emile Ardolino
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Touchstone-Home Vídeo

MUITO BARULHO POR NADA

O cineasta e ator inglês Kenneth Branagh dirige este filme baseado em uma peça de William Shakespeare. Trata-se de uma comédia romântica muito divertida, que fala de encontros e desencontros amorosos, poder e sedução. O delicado enredo nos transporta a um outro período, com padrões morais e valores diferentes, e o filme tem uma música belíssima, cenários de época e um figurino que enche os olhos pela beleza. Tendo o amor, sempre o amor, como mote principal para o desenvolvimento da trama, o diretor (que também atua em um dos papéis) nos fala das possibilidades de entrar nesse jogo, de lutar por ele, de atuar. Conhecer uma época através do filme será uma viagem deliciosa, prazerosa e que pode, além de distrair, divertir, encantar e ensinar sobre a história de um tempo diferente deste em que vivemos. Aproveite então esta comédia romântica e divirta-se!

FICHA TÉCNICA

Características: filme inglês, 110 minutos, produzido em 1993
Direção: Kenneth Branagh
Gênero: comédia romântica
Distribuição em vídeo: Look Filmes

MULHERES DIABÓLICAS

Sophie, que esconde obsessivamente o fato de ser analfabeta, aceita trabalhar como doméstica na mansão de uma rica e culta família situada nos arredores da cidade. Falando pouco, executa seu trabalho com discrição e eficiência, encantando a todos da casa – um casal e seus dois filhos. A única ressalva que madame faz a seu trabalho é por não limpar a biblioteca, mas já perceberam que é indiferente a papéis e livros. Fascinada por programas de televisão, a eles assiste como se estivesse capturada pelas imagens. Seu sereno e calmo cotidiano só é rompido quando os patrões deixam bilhetes para ela sobre a mesa. Sabe que há algo escrito neles e que é para que realize alguma tarefa, mas como descobrir? São várias as formas que encontra para descobrir o que está escrito. A amizade com a atendente do correio, uma mulher invejosa e maldosa, que viola as correspondências, modifica o cotidiano ingênuo e solitário de Sophie. Juntas passam a compartilhar horas de lazer e segredos. E se tornam cúmplices de segredos "que ninguém conseguiu provar nada". Um excelente filme de suspense, com um surpreendente final, que traz como questão as diferenças culturais, que parecem ser cada vez mais difíceis de tolerar na sociedade em que vivemos.

FICHA TÉCNICA

Características: filme francês, colorido, legendado, 111 minutos, produzido em 1995
Direção: Claude Chabrol
Gênero: suspense
Distribuição em vídeo: Look filmes

NELL ( Já recomendado pela Professora Bianca)


 
Em uma casa localizada em região agreste, distante da cidade, é encontrada uma jovem com comportamento muito rudimentar, que sofre de pânico ao entrar em contato com outras pessoas. Um médico acha um bilhete da falecida mãe da moça, que suplica àquele que porventura o achasse que se tornasse responsável pelo bem-estar da filha. Desorientado, ele pede ajuda a uma psiquiatra, que procura, através de todos os seus conhecimentos e pesquisas, descrever o quadro que Nell apresenta, vendo como solução para protegê-la o encaminhamento da moça a uma instituição. Toda a trama do filme se passa na luta do médico para ajudar Nell, pois observa que ela realiza bem várias tarefas do dia-a-dia. Contando depois com o apoio da própria psiquiatra, ele procura provar às autoridades civis da cidade que ela teria condições de sobrevivência e de viver com autonomia naquele local onde sempre viveu. Muitos aspectos desse filme são marcantes e nos levam a pensar sobre as nossas ações, como professores, em relação àqueles alunos cujo comportamento social difere do comum: os rótulos postos antes de uma observação compreensiva; ações padronizadas no lugar de ações diversificadas; a proteção que mascara a falta de crença na possibilidade de conquistas; as receitas no lugar da criação de inúmeras alternativas de conhecimento e desenvolvimento. No final do filme, observando a postura de Nell e a relação de afeto com o casal de médicos, alguém se pergunta: como conseguiram? E vem a seguinte resposta: foram os primeiros a precisar dela! Que importância nossos alunos têm para nós? Esta poderia ser uma das perguntas feitas para confrontar o que acontece no filme com o que acontece na escola .

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 113 minutos, produzido em 1994
Direção: Michael Apted
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Abril Vídeo

NENHUM A MENOS

Em uma aldeia chinesa distante e pobre, Wei torna-se professora substituta de uma classe multisseriada com trinta alunos de pré-escola à 3ª- série. Não se trata de uma situação muito fácil para qualquer professor... e o fato é que Wei é uma menina de treze anos, que veio sozinha de outra aldeia para poder ganhar algum dinheiro. O professor titular, afastado por um mês para cuidar da saúde de sua mãe, deixa uma recomendação expressa: "Nenhum a menos". A menina não pode permitir que mais nenhuma criança abandone a escola, pois a necessidade de trabalhar para ajudar no sustento das famílias já havia provocado a evasão de dez delas até então. E, para tanto, o professor lhe promete uma gratificação equivalente a 1/5 do salário que seria pago a ela pelo mês de trabalho. Com a partida dele, Wei se vê desorientada em meio àquelas crianças quase da sua idade, procurando mantê-las na classe fazendo as lições rotineiras. Mas eis que um aluno muda-se repentinamente para a cidade para trabalhar e começa, então, a linda história de uma professora que mobiliza seus alunos a encontrarem coletivamente uma forma de fazê-la chegar à cidade para procurar o garoto e trazê-lo de volta à aldeia e à escola. O filme, baseado em fatos reais, é uma lição para todos nós. Além de uma história bem narrada, "Nenhum a menos" mostra como é possível transformar fatos cotidianos em bons problemas pedagógicos a serem resolvidos pelos alunos e como a garra e a obstinação de uma professora tem o poder de modificar as realidades mais adversas...

FICHA TÉCNICA

Características: filme chinês, colorido, legendado, 106 minutos, produzido em 1999
Direção: Zhang Yimou, mesmo diretor de "Lanternas vermelhas"
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Colúmbia Home Vídeo
Prêmios/indicações: Vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival Internacional de Veneza

NOITES DE CABÍRIA

Noites de Cabíria” é um filme que fala sobre a esperança. Esperança em um mundo melhor, mais justo e feliz. Esperança de uma mulher, Cabíria – prostituta – que mesmo nas maiores adversidades consegue imaginar que a qualquer momento ocorrerá uma reviravolta em sua vida e então poderá ser feliz. É uma lição de otimismo, misturada com dor e ternura – obra-prima do mestre italiano Fellini e sua esposa Giulieta Masina no papel-título.






FICHA TÉCNICA

Características: filme italiano, 117 minutos, produzido em 1957
Direção: Federico Fellini
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Home Vídeo
Prêmios/indicações: Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Atriz em Cannes para Giulieta Masina

NUNCA TE VI ... SEMPRE TE AMEI

No final da Segunda Guerra Mundial, à procura de edições raras e esgotadas, uma escritora americana passa a se comunicar por cartas com um antiquário de livros em Londres. Começa então entre eles uma amizade que dura vinte anos. A história é comovente e fala principalmente da paixão pelos livros.








FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 97 minutos, produzido em 1987
Direção: David Jones
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: LK-Tel Columbia

O BAILE

O filme aborda a história da França, de 1930 a 1980, através do movimento de pessoas e das transformações nas músicas, nas roupas e nos costumes que vão acontecendo em um salão de baile. Ettore Scola é um dos mais brilhantes diretores italianos, principalmente por sua sensibilidade em retratar histórias do cotidiano. São dele também os filmes “A família“ e “Esplendor”.







FICHA TÉCNICA

Características: Itália/França, 112 minutos, produzido em 1983
Direção: Ettore Scola
Gênero: musical
Distribuição em vídeo: Warner Home Vídeo
Prêmios/indicações: Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Urso de Prata no Festival de Berlim

O CARTEIRO E O POETA

Em uma ilha de pescadores, no interior da Itália, vive Mário – um homem sensível, inquieto, sonhador, em busca de si mesmo. Ele vive com o pai, homem simples, de poucas palavras. Um dia, enquanto assiste às notícias da Itália e do mundo no cinejornal da região, fica sabendo que o famoso poeta chileno Pablo Neruda está exilado na Itália e que irá morar em Cala di Sotto, a ilha onde ele vive. Mário sonha com Pablo, "poeta do amor" e, enquanto sonha, andando em sua bicicleta, descobre uma placa que anuncia um trabalho temporário – "Carteiro com bicicleta". É assim que ele passa a ser carteiro e conhece seu chefe, o camarada Giorgio – que também fica feliz pela possibilidade de conhecer Neruda, "o poeta do povo". Enquanto o primeiro busca se aproximar do poeta, o segundo se interessa pelo político. Todos os dias eles conversam sobre o ilustre visitante, antes de o carteiro subir a montanha, em sua bicicleta, para levar as correspondências do poeta. Com trilha sonora e fotografia belíssimas, o enredo vai se desenvolvendo. É bonita a transformação do olhar do carteiro sobre a ilha: antes e depois da poesia invadir sua vida. O que era feio e insípido para Mário adquire beleza e poesia na convivência com o poeta. Quanto mais o olhar do carteiro se expande, mais ele se aproxima do poeta e do político. Vale a pena assistir ao filme. O final é surpreendente.

FICHA TÉCNICA

Características: co-produção ítalo-francesa, colorido, legendado, 105 minutos
Direção: Michael Radford
Gênero: romance
Distribuição em vídeo: Touchstone Home Vídeo
Prêmios/indicações: indicado ao Oscar na categoria de Melhor Filme além de outras três indicações, incluindo trilha sonora

O ENCANTADOR DE CAVALOS

Grace, uma garota, e seu adorado cavalo ficam completamente traumatizados depois de um terrível acidente que deixa marcas profundas, física e emocionalmente. Grace perde uma perna e Pelegrin, o cavalo, fica ferido, mas não é sacrificado, tornando-se violento e perigoso. O acidente afeta e desequilibra diretamente o contexto da família de Grace, marcado pela ansiedade e tensão e amortecido pela distância existente entre mãe e filha, marido e mulher. Perdida nessa tragédia, Anne, a mãe, resolve procurar ajuda de um "encantador de cavalos", numa tentativa desesperada de salvar o animal e minimizar o sofrimento da filha. Encontra em Tom Booker, um rancheiro aparentemente rude, a possibilidade de cura para o cavalo. Porém, durante o convívio dele com a mãe e a filha, ele se revela um homem extremamente perceptível e sensível às emoções tanto dos homens quanto dos animais. Sua postura paciente e firme consegue envolver a todos num contexto de vida simples e fazê-las rever sua relação, fortalecendo-as emocionalmente. Não levando em consideração a limitação física da garota, consegue com o seu trabalho reconstruir todas as vidas afetadas pelo acidente.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, 167 minutos, legendado, produzido em 1998
Direção: Robert Redford
Gênero: romance/drama
Distribuição em vídeo: Abril Vídeo

O ENIGMA DE KASPER HAUSER

O Enigma de Kaspar Hauser
O filme é baseado em uma história real. Um menino foi criado dentro de um pequeno quarto toda sua vida, sem manter contato com outras pessoas. Um dia, em 1828, ele é deixado na praça da cidade de Nuremberg, Alemanha. As pessoas o adotam. À medida que vai se socializando e se familiarizando com os hábitos humanos, ele passa a demonstrar comportamentos diferentes e uma grande inteligência. Algumas pessoas começam a investigar sua origem e sua história fica envolta em lendas. Até hoje, artistas e psicólogos continuam estudando o enigma de Kasper Hauser. Werner Herzog é um dos mais brilhantes diretores alemães. Alguns de seus filmes: “Aguirre, a cólera dos deuses” (1972); “Coração de cristal “(1976); “Fitzcarraldo” (1982) e “Meu melhor inimigo” (1998).

FICHA TÉCNICA

Características: filme alemão, 101 minutos, produzido em 1975
Direção: Werner Herzog
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: F.J. Lucas/Concorde
Prêmios/indicações: Prêmio do jurí no Festival de Cannes

GUERREIRO DA PAZ

O inglês Archibald Belaney cresceu fascinado pela cultura indígena. Sua paixão era tanta que, no início do século 20, mudou-se para o Canadá, onde passou a viver numa aldeia indígena, adotando o nome Archie Coruja Cinzenta. Em 1934, vivendo solitário e defendendo o meio ambiente, conhece a jovem índia Pony. Juntos, eles se aventuram por florestas geladas e perigosas, em busca de um ideal.






FICHA TÉCNICA

Características: filme inglês, 118 minutos, produzido em 1999
Direção: Richard Attenborough
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Europa

O HOMEM DAS ESTRELAS

O Homem das EstrelasO filme começa com a chegada de um homem, Joe Morelli, numa pequena cidade na Sicília, anunciando que está à procura de novos talentos para o cinema e prometendo um futuro fantástico e carreira garantida. Basta os interessados se submeterem a um teste – mediante pagamento, claro, "para cobrir despesas" – diante da câmera que Morelli monta no meio da cidade. As pessoas se aproximam desconfiadas, mas já rendidas pela sedução do desconhecido vendedor de sonhos. Os testes viram depoimentos, inúmeros. Os personagens são pessoas humildes, ignorantes e ingênuas que revelam sua sapiência nas entrelinhas de seus sinceros e belos relatos de vida, dor ou esperança. Alguns são engraçados pela espontaneidade, outros arrebatam pela intensidade dramática. O fato é que a passagem de Morelli muda a vida das pessoas. Algumas, momentaneamente, outras, para sempre. Algumas para o bem, outras para o mal. Morelli é, na verdade, um grande mau-caráter que vive de enganar os outros. Mas sua covardia tem algo de corajoso e suas saídas, sempre inescrupulosas, são ousadas e às vezes, por ironia, ingênuas. As coisas começam a mudar quando Joe cruza com uma bela moça… Porém a reviravolta só acontece mesmo quando, enfim, é desmascarado. É então que sente o quanto sua vida mudou ao mudar a vida dos outros, o quanto tudo está tão implicado. Essa história pode parecer lugar-comum, e é, mas com jeito de poesia da vida real. Marca da linguagem tão própria de Giuseppe Tornatore, que trata de questões comuns com incrível e precisa delicadeza. “O homem das estrelas” é um filme acima de tudo sensível e que de fato tem o poder de emocionar.

FICHA TÉCNICA

Características: filme italiano, 113 minutos, produzido em 1995
Direção: Giuseppe Tornatore
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Paris Vídeo
Prêmios/indicações: Indicação para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

O PIANO

A história se passa no final do século XIX, quando Ada e sua filha vão morar na Nova Zelândia, onde Ada se casará com um desbravador da ilha a quem foi prometida pelo seu pai. Ada é muda desde os seis anos de idade e utiliza o piano como uma das formas de se comunicar com o mundo. Em sua viagem à ilha, leva seu piano, porém insensivelmente o futuro marido nega-se a levá-lo na viagem para sua casa, deixando-o na praia. Baines, outro morador da ilha, com o objetivo de aproximar-se de Ada, propõe ao marido a troca de algumas terras pelo piano e aulas particulares. Baines adquire o piano e iniciam-se as aulas de Ada. Nesses encontros surge uma relação delicada e apaixonada que será descoberta pelo marido. O desenlace da história é envolvente. A fotografia traz cenas belas e bem montadas. A narração do filme é feita por Ada, que logo no início indica que não é a voz dela, mas sim a voz de seu pensamento, de sua alma, e é exatamente essa narração um dos pontos altos desse filme.

FICHA TÉCNICA

Características: filme francês/australiano, legendado, colorido, 122 minutos, produzido em 1992
Direção: Jane Campion
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Paris filmes
Prêmios/indicações: Oscar de Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro; Cannes: Palma de Ouro; Globo de Ouro: Melhor Atriz; César: Melhor Filme Estrangeiro

O PRÍNCIPE DAS MARÉS

Tom Wingo (Nick Nolte, premiado com o Globo de Ouro), treinador de futebol americano e professor de inglês, vive com sua esposa Sally e três filhas em uma ilha da Carolina do Sul. Filho de um pescador de camarões, homem violento e grosseiro, Tom, com o coração de criança, considerava sua mãe, Lila, carinhosa e meiga. Um trágico acontecimento transformou-o em um homem marcado por lembranças que ele tenta esquecer: é irmão gêmeo de Savannah, que tentou suicídio aos treze anos de idade, e de Luke, considerado por ele um símbolo de coragem e bravura.Tom viaja para Nova York para ajudar Savannah – escritora de poemas que falam de dores e sofrimentos profundos –, que na busca desesperada por apagar as lembranças do passado comete mais uma frustrada tentativa de suicídio. Em Nova York, ele conhece Susan Lowenstein (Barbra Streisand), analista judia, com a qual inicia uma perturbadora viagem por lembranças que ele pretendia esquecer. Num intento desesperado de recuperar a sanidade de sua irmã, Tom e Susan enveredam por uma viagem em que farão descobertas emocionantes e profundas revelações sobre dores e infâncias perdidas.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 132 minutos, produzido em 1991
Direção: Barbra Streisand
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: LK-Tel/Columbia
Prêmios/indicações: Globo de Ouro de Melhor Ator e uma indicação ao Oscar de Melhor


O QUE É ISSO, COMPANHEIRO ?

Rio de Janeiro, meados de 1969. Após o golpe militar de 1964 e o decreto do AI-5 (Ato Institucional n.º 5), de 1968, que estabelecia o fim da liberdade de imprensa e cassava os direitos dos cidadãos, um grupo de jovens da classe média, pertencentes ao Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR8), seqüestram o embaixador dos EUA no Brasil. Em troca da vida do embaixador querem a libertação de quinze presos políticos. A leitura de um manifesto em cadeia de televisão era, também, uma exigência. Baseado no livro homônimo de Fernando Gabeira, “O que é isso, companheiro?” é um filme que aborda fatos verídicos da realidade política brasileira na década de 60, que culminaram na anistia, em 1979, e nas eleições diretas para presidente em 1989.


FICHA TÉCNICA

Características: filme brasileiro, colorido, 105 minutos, produzido em 1997
Direção: Bruno Barreto
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Columbia Home Vídeo
Prêmios/indicações: Indicado ao Oscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro

OS DEUSES DEVEM ESTAR LOUCOS

Em quinhentos anos as coisas não mudaram muito para Xi e sua tribo no interior da África. Isolados do mundo moderno, vivem com suas crenças e hábitos, dando explicações místicas ao que não conseguem compreender pela lógica. Um certo dia cai "dos céus" (de um avião) uma garrafa de Coca-Cola, um presente dos deuses, que modifica toda a rotina da tribo, gerando sentimentos de posse, egoísmo e intolerância, antes desconhecidos. A fim de resgatar a paz anterior da tribo, Xi parte para devolver o estranho e místico presente aos deuses. Nessa busca pela devolução do presente, Xi encontra um microbiólogo, que, na ânsia de salvar sua amada – uma professora–, de um bando de terroristas, mete-se em muitas confusões e firma grandes amizades. No final de toda esta aventura, Xi encontra um penhasco, e supondo ser o fim do mundo, devolve o presente recebido pelos deuses. O filme apresenta a todo instante as diferenças entre crenças, atitudes e valores de uma civilização contemporânea e primitiva. Esse filme nos faz olhar o quanto somos loucos no mundo civilizado.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado e dublado, 105 minutos, produzido em 1980
Direção e produção: Jamie Uys
Gênero: comédia
Distribuição em vídeo: Argovídeo
Assistir online em: http://www.verfilmes.net/os-deuses-devem-estar-loucos

PATCH ADAMS

Mergulhado em um estado depressivo, Patch Adams interna-se em um hospício voluntariamente, procurando escapar de um possível suicídio. Logo de início se depara com um problema relacionado ao seu companheiro de quarto, que tem ataques de histerismo diante de roedores imaginários. Esse desafio e o contato com outros internos faz com que ele comece a perceber uma possibilidade de cura que ocorre no acolhimento, na relação verdadeira com "o mundo do outro", de onde decorrem outros pontos de vista como solução para os aparentes "mesmos problemas". Inicia-se, a partir dessas experiências no hospício, seu percurso de formação como médico, que tem como matriz básica a relação verdadeira e personalizada com cada um de seus pacientes. Muitos obstáculos surgem com relação a essa concepção de atuação médica balizada pelo amor ao próximo, que se contrapõe à formação acadêmica clássica, árida, respaldada exclusivamente pelo pensamento científico. Um percurso de sucessivas transformações leva o espectador a questionar os valores que têm balizado as relações interpessoais no modo de vida cotidiano da sociedade contemporânea.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, 115 minutos, produzido em 1998
Direção: Tom Shadyac
Gênero: drama

QUANDO TUDO COMEÇA

Considerado um semidocumentário, baseado em histórias reais de professores primários, o filme apresenta uma série de situações enfrentadas pelo diretor e sua equipe no trabalho, em uma escola pública de uma região da França, com crianças de educação infantil cujos pais vivem uma situação de miséria e desemprego. Podemos acompanhar a trajetória de trabalho dos professores a partir do interior da escola, em momentos coletivos, revelando o perfil de alguns deles, como a atuação em sala de aula, a relação com os supervisores e com os órgãos públicos de atendimento, e até o envolvimento da escola com a comunidade e suas famílias. Paralelamente a essas cenas, é possível conhecer a vida íntima do professor e diretor Daniel, bem como sua história pessoal, seu inconformismo com os problemas enfrentados pelas crianças e seu combate incansável à inércia e morosidade dos órgãos responsáveis pelo atendimento delas. O sentimento de impotência diante de realidades tão duras é enorme e acaba provocando uma reflexão sobre o quanto vale a pena ser professor... A partir do filme, outras reflexões importantes poderão ser desencadeadas, sobretudo se as trouxermos para as situações que enfrentamos como educadores no nosso dia-a-dia – estejam elas no plano didático, pessoal ou político-social. Com certeza, o mais importante é que o filme faz pensar no exercício da cidadania. O melhor convite para o filme está nas palavras de Daniel, logo nas primeiras imagens: "A duração de um conto é como a de um sonho. Não decidimos quando dormimos e nem quando acordamos. No entanto, continuamos, vamos em frente. Queríamos ter um gesto, tocar nosso personagem. Cuidar dele, pegá-lo, por exemplo. Mas estamos aqui e não fazemos nada. A vida terá passado e não teremos feito nada.”

FICHA TÉCNICA

Características: filme francês, 117 minutos, colorido, produzido em 1999
Direção: Berthand Tavernier
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Cult Filmes

SEGREDOS E MENTIRAS

O filme se passa em Londres e trata de conflitos familiares e desajustes causados pelo cultivo de segredos e mentiras. Cynthia é uma mulher amarga e sofrida que guarda segredos do passado que prefere esquecer e é mãe solteira de Roxane, uma moça de vinte anos. As duas vivem uma vida quase miserável, sem novidades ou alegrias. Hortense foi adotada assim que nasceu e agora, adulta, após a morte dos pais adotivos, resolve procurar sua mãe biológica. Cynthia e Hortense são mãe e filha, mas não se conhecem. Nunca se viram. E para grande surpresa das duas, uma é branca (a mãe), e a outra é negra (a filha). É nesse contexto que se desenrola o filme, que embora seja lento no ritmo, é envolvente pela expectativa que vai criando cena a cena. É emocionante ver o modo como mãe e filha, completamente desconhecidas, vão construindo uma relação que a princípio parece impossível. O ponto alto é quando as revelações são feitas, num almoço comemorativo que reúne todos os personagens. “Segredos e mentiras” é um filme que fala essencialmente da vulnerabilidade das coisas da vida e que a dor é algo que também deve ser compartilhado. É estranho para nós brasileiros a cerimônia com que se tratam membros de uma mesma família, o distanciamento entre eles, a dificuldade que há no toque físico, a frieza nas palavras. Para a maior parte dos europeus tudo isso é muito comum, natural. Trata-se de uma cultura muito diferente e, portanto, vale a pena assistir e observar que a dinâmica que o amor sugere é sempre a mesma: a do aprendizado, seja onde ou como for.

FICHA TÉCNICA

Características: filme inglês, produzido em 1996
Direção: Mike Leigh
Gênero: a distribuidora classifica como comédia, embora seja um drama
Distribuição em vídeo: Videolar Multimídia
Prêmios/indicações: Palma de Ouro e prêmio de Interpretação Feminina em Cannes, foi indicado para 5 Oscars incluindo o de Melhor Filme
Assistir online em: http://www.megavideo.com/?v=RZPZRLTO

SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS (Já indicado pela professora Sandra)

Será que acreditar nos sonhos e ideais é um tormento? Num colégio interno, no ano de 1959, falar o que se pensa é infringir as normas e a disciplina. É nesse colégio que John chega para ensinar literatura e envolve os jovens num mundo de descobertas que fascinam e encantam. Cada um é tocado a seu modo e o mote "carpe diem, aproveitem o dia!" passa a ser um impulsionador dos anseios de uma juventude em busca de seus ideais e sonhos. As aulas de John divertem e apaixonam, pois trazem um novo modo de aprender em que o fundamental é pensar. Curioso com a atitude do professor, um grupo de alunos investe em descobrir sua vida, e ficam conhecendo a Sociedade dos Poetas Mortos, vivida pelo mestre em sua juventude. Impelidos pelo espírito aventureiro, fazem renascer a sociedade, que tem como centro a poesia, fonte de pura inspiração. Os jovens começam a viver momentos de intensas transformações, acreditando e lutando por seus sonhos, nem sempre possíveis de se realizar. Daí o conflito com as famílias e com os pressupostos sociais. John é um professor que sente prazer em ensinar, que acredita no aluno enquanto sujeito de sua aprendizagem, mas que é incompreendido, como muitos professores que lutam para que a educação possa se transformar. O filme “Sociedade dos poetas mortos” possui um ritmo lento, porém tem fascinado os professores por tratar de assuntos relacionados ao contexto escolar e familiar, que dizem respeito ao dia-a-dia da educação.

FICHA TÉCNICA

Características: filme americano, colorido, legendado, com 129 minutos
Direção: Peter Weir
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Touchstone Home Vídeo
Assistir online em: http://v.filmeslinks4u.net/videos/2735/

TEMPO DE DESPERTAR

Baseado na história real de um médico, dr. Malcolm (Robim Williams), voltado mais para a pesquisa do que para clinicar, que aceita trabalhar em um hospital psiquiátrico. Apesar de sua inexperiência, ele é aceito para o trabalho, pois no caso desses pacientes bastava alguém treinado nos procedimentos médicos básicos, uma vez que eram pacientes com doenças crônicas. Entre estes, há um grupo meio esquecido de vítimas de uma epidemia (em 1916) de encefalite letárgica, a doença do sono – um mal que transformava os acometidos em estátuas vivas. Como todo bom pesquisador, ele começa a observar a reação dos pacientes, apesar do descrédito da equipe médica do hospital. Você se tornará um pesquisador junto com o dr. Malcolm, na busca do diagnóstico da doença do sono; terá um olhar observador na busca de reações e diagnósticos – aspectos importantes também para um bom professor-pesquisador. O dr. Malcolm, com a ajuda dos enfermeiros, começa a estimular os pacientes e percebe que são suscetíveis a reações comuns. Com uma droga experimental, descobre a chave vital para despertar Leonard (Robert De Niro), paciente especial, e depois todos os outros, que começam a reaprender tudo sobre a vida, pois foram acometidos pela doença ainda muito jovens. Entretanto, querem sair do hospital para viver intensamente coisas simples da vida, desentendem-se com os médicos que não os deixam sair do hospital para viver, argumentando que acordaram pessoas, seres humanos, e não coisas. Mas o hospital não autoriza e grandes revoltas acontecem. A droga começa a apresentar efeitos colaterais em Leonard, e todo o trabalho de pesquisa é repensado. Assista para ver o que acontecerá aos acometidos pela doença do sono, que faz com que a gente reflita sobre o que é viver.

FICHA TÉCNICA

Características: filme norte-americano, colorido, legendado, 116 minutos, produzido em 1990
Direção: Penny Marshall
Gênero: drama
Distribuição em vídeo: Colúmbia Pictures
Assitir online em: http://www.redefilmesonline.net/2011/03/tempo-de-despertar-dublado-ver-filme.html

VEM DANÇAR COMIGO

Numa época em que uma federação de dança determinava com regras rígidas as formas e os conteúdos do ensino da dança, surge um jovem dançarino, Scott Hasting, que desafia essa estrutura em busca de liberdade artística. Nesse momento, ele conhece Fran, de família espanhola, que lhe ensina a dança com sangue latino. A partir da aprendizagem desse novo ritmo, Scott consegue estabelecer relações com os conhecimentos que já possuía, passando a expressar-se com liberdade e criatividade. Outro aspecto a considerar é o peso que julgamentos negativos podem ter num processo de aprendizagem. Isso se evidencia no filme, quando o pai de Scott sofre críticas negativas à sua apresentação de dança e, desde então, resolve nunca mais apresentar-se em público. O filme ilustra as dificuldades e resistências em aceitar o "novo", transformando regras e padrões já estabelecidos, bem como a importância de considerar as diferenças culturais e o ritmo de cada um no processo de aprendizagem. É possível relacionar o conteúdo do filme com as necessidades de mudança que enfrentamos como educadores, onde a formação de sujeitos autônomos, que consigam lidar com diferentes situações de forma criativa, é fundamental. Ter coragem de experimentar e acreditar que todos são capazes de aprender são algumas das atitudes sobre as quais o filme faz refletir.

FICHA TÉCNICA

Características: filme austríaco, 95 minutos, produzido em 1992
Direção: Baz Luhrmam
Gênero: drama romance
Distribuição em vídeo: Europa Carat Home Vídeo
Prêmios/indicações: Prêmio de Melhor Diretor Estreante em Cannes

Você pode conferir o Catálogo de Resenhas no link: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Profa/cat_res.pdf